Governo do Estado de São Paulo restringe funcionamento em todo o Estado durante Natal e Réveillon

O secretário estadual da Saúde, Jean Gorinchteyn, anunciou que as "medidas transversais" mais restritivas foram recomendações do comitê de contingenciamento contra a covid-19.

por: Alan Germano ( 2 ano atrás ) - Atualizado: 22/12/2020 14:59

Em uma coletiva de imprensa realizada nesta terça-feira, 22 de dezembro de 2020, o Governo do Estado de São Paulo, passa a restringir o funcionamento do comércio não essencial entre os dias 25/12 à 27/12 e 01/01 à 03/01, com a medida o Governo pretende reduzir os casos de covid-19 que aumentaram substancialmente nas últimas semanas.

O secretário estadual da Saúde, Jean Gorinchteyn, anunciou que as “medidas transversais” mais restritivas foram recomendações do comitê de contingenciamento contra a covid-19. A região de Presidente Prudente foi reclassificada para a fase vermelha do Plano São Paulo por ter alcançado 83% de ocupação de leitos. A medida vale até a próxima reclassificação.

A secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, informou ainda quem em janeiro nenhuma região do Estado de São Paulo irá para a fase verde e a nova classificação das cidades só vai ocorrer em 07 de janeiro em vez de 04.

“Precisamos do apoio dos municípios. Apoio dos Prefeitos, Secretários de Saúde, assim como da própria população, até as vacinas chegarem. Está bem perto. Vamos imunizar e proteger os brasileiros”, declarou o Secretário de Estado de Saúde, Jean Gorinchteyn. “O uso de máscaras, além do distanciamento entre as pessoas e evitar aglomerações é imperioso”, acrescentou.

Entre 25 e 27 de dezembro e 1 e 3 de janeiro, somente atividades essenciais poderão funcionar. Nestes seis dias específicos, o atendimento presencial está proibido em shoppings, lojas, concessionárias, escritórios, bares, restaurantes, academias, salões de beleza e estabelecimentos de eventos culturais. Farmácias, mercados, padarias, postos de combustíveis, lavanderias e serviços de hotelaria estão liberados.

Nos demais dias, todo o estado continua na fase amarela, a terceira das cinco estipuladas pelo Plano SP. A exceção é a região de Presidente Prudente, com 45 municípios que retornam de forma extraordinária para a fase vermelha a partir do dia 25 e permanecem até a próxima reclassificação em janeiro. A taxa de ocupação de UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) para COVID-19 na região de Prudente está em 83,1%.

Já a reclassificação do faseamento foi remarcada do dia 4 para 7 de janeiro. Como novos Prefeitos assumem os cargos no primeiro dia de 2021, o Governo do Estado fará reuniões a partir do dia 4 para apresentação do Plano SP. A iniciativa visa garantir que as medidas restritivas sejam cumpridas em parceria com os municípios. As autoridades estaduais lembram que todas as prefeituras têm autonomia para ampliar o rol de restrições previstas no Plano SP.