Abertas as Inscrições para Oficinas de Arte e Cultura do Mês de Abril em Campos do Jordão

Pelo quarto ano consecutivo, Campos do Jordão é um dos municípios selecionados para receber as atividades, que se caracterizam pela diversidade e pela qualidade nas ações

por: Alan Germano ( 5 meses atrás ) - Atualizado: 15/03/2022 11:55

Desde segunda-feira, 14 de março, estão abertas as inscrições para a programação on-line de abril das Oficinas Culturais – Programa de Formação da Secretaria de Estado da Cultura e Economia Criativa em parceria com a Poiesis e prefeituras dos municípios parceiros.

São mais de vinte turmas, em atividades gratuitas, via zoom, sobre temas que vão do Funk à Ópera. Tem Clube de Leitura de Contos Italianos, Ateliê de Desenho, Cinema, Teatro, Música, Dramaturgia, Modernismo, Elaboração de Projetos Culturais, Fotografia de Rua, Contação de Histórias, Gestão Cultural etc.

Pelo quarto ano consecutivo, Campos do Jordão é um dos municípios selecionados para receber as atividades, que se caracterizam pela diversidade e pela qualidade nas ações.

A programação completa de oficinas gratuitas, com os links de todas as atividades do programa com inscrições abertas estão reunidas em: linktr.ee/oficinasnointerior

As formações culturais já gravadas podem ser assistidas em: https://www.youtube.com/OficinasCulturaisdoEstadodeSaoPaulo 

Acompanhe a programação:

OFICINA DE ESCRITA DE PROJETOS CULTURAIS
Coordenação: Amanda Prado
Datas e horários:
Turma E: 2, 3, 9 e 10/4 – aos sábados e domingos – das 9h às 11h
Turma F: 4, 5, 6 e 7/4 – segunda, terça, quarta e quinta-feira – 19h às 21h
Turma G: 11, 12, 13 e 14/4 – segunda, terça, quarta e quinta-feira – 14h às 16h
Turma H: 25, 26, 27 e 28/4 – segunda, terça, quarta e quinta-feira – 19h às 21h
Inscrições: 14/3 até o preenchimento das vagas
50 vagas por turma
Seleção: primeiros inscritos
Plataforma: Google Meet
Link de inscrição Turma E: https://forms.gle/4HxDjxNJcUWMHxm9A
Link de inscrição Turma F: https://forms.gle/7EkRh6guSkCiT9CM6
Link de inscrição Turma G: https://forms.gle/Q3WQ3gjYdtyXEkG28
Link de inscrição Turma H: https://forms.gle/Pw15gXN9BV9wsocG9

Esta oficina abordará os principais fundamentos para formatação de projetos culturais, como descrição de objetivos e justificativas, organização de cronograma e orçamento tendo como base ProAC Editais – pro-grama de fomento da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo.

OFICINA PARA INSCRIÇÃO DE PROJETOS NAS LEIS DE INCENTIVO À CULTURA
Coordenação: Eva Laurenti
Turma A: 4, 6, 11 e 13/4, 18h30 às 20h30
Turma B: 20, 25, 27 e 29/4, 14h às 16h
Inscrições: 14/3 até o preenchimento das vagas
50 vagas por turma
Seleção: primeiros inscritos
Público-Alvo: Interessados maiores de 16 anos
Plataforma: Zoom
Link de inscrição Turma A: https://forms.gle/V8jJC7EKEunUg11x7
Link de inscrição Turma B: https://forms.gle/8nLPMDiFhk1JBfjf8

A oficina abordará os principais fundamentos para formatação de projetos culturais para inscrição na Lei Federal de Incentivo à Cultura e no ProAC ICMS – Programa de Fomento da Secretaria de Cultura e Eco-nomia Criativa do Governo do Estado de São Paulo.

ELABORAÇÃO E GESTÃO DE PROJETOS CULTURAIS E NEGÓCIOS CRIATIVOS
Coordenação: Elenor Júnior Cecon
Turma 1: 5, 7 e 12/4, 14h às 16h40
Turma 2: 25, 26, 27 e 28/4, 10h às 12h
Inscrições: 14/3 até o preenchimento das vagas
50 vagas por turma
Seleção: primeiros inscritos
Público-Alvo: Interessados maiores de 16 anos
Plataforma: Zoom
Link de inscrição Turma 1: https://forms.gle/9Hw1RThm52xDaFcf6
Link de inscrição Turma 2: https://forms.gle/qNpW3pKwiq7zmLHQ7

A atividade tem como intenção orientar os participantes para o desenvolvimento de projetos culturais e negócios criativos, alinhados ao seu fazer já em prática. Objetiva-se que ao final dos encontros os participantes estejam aptos a elaborar seu projeto cultural e impulsionar o seu negócio criativo partindo de suas experiências individuais e em conformidade às leis e programas de incentivo à cultura.

LITERATURA EM AÇÃO: OFICINA DE CRIAÇÃO E INTRODUÇÃO À DRAMATURGIA
Coordenação: Paula Autran
Datas e horários: 4, 6, 11 e 13/4 – 18h30 às 20h30
Inscrições: 14/3 até o preenchimento das vagas
40 Vagas
Seleção: primeiros inscritos
Público-Alvo: Interessados maiores de 16 anos
Plataforma: Zoom
Link de inscrição: https://forms.gle/Msd4D3zKNE4EFv6g6

Esta oficina versará sobre a linguagem dramatúrgica, as ferramentas básicas para a escrita teatral, e a prática dessa escrita. Serão realizados exercícios práticos de escrita, leitura e análise de peças teatrais, de diferentes épocas, gêneros e formatos, para que os participantes possam entrar em contato com a diversidade da escrita teatral ao longo do tempo.

OFICINA: ATELIÊ DAS CORES – O DESENHO E AS CORES
Coordenação: Soraya Lucato
Datas e horários: 5, 7, 12 e 14/4 – 10h às 12h
Inscrições: 14/3 até o preenchimento das vagas
30 Vagas
Seleção: primeiros inscritos
Público-Alvo: Interessados maiores de 16 anos
Plataforma: Zoom
Materiais necessários: Papel canson ou cartolina; guache; pincéis; potinhos; pano pequeno; água; caneta ou lápis grafite.
Link de inscrição: https://forms.gle/6bmasFYHPUt8q785A

A oficina tem por objetivo levar o conhecimento das vibrações e potencialidades das cores no cotidiano, a intenção é refletir sobre a preferência de algumas cores, o impacto delas nas emoções e como tirar o estigma e resinificar determinadas cores. Por meio da expressão livre do desenho e do uso de materiais simples como guache e aquarela será possível vivenciar o poder das cores em nossas vidas.

OFICINA: CRÍTICA CINEMATOGRÁFICA
Coordenação: Cyntia Calhado
Datas e horários: 4, 7, 11 e 14/4 – 14h às 16h
Inscrições: 14/3 até o preenchimento das vagas
60 Vagas
Seleção: primeiros inscritos
Público-Alvo: Interessados maiores de 16 anos
Plataforma: Zoom
Materiais necessários: Interessados na realização de críticas audiovisuais e em projetos de pesquisa para a pós-graduação. Estudantes, graduados ou educadores das áreas de Arte, Comunicação, Design, Cinema e Audiovisual.
Link de inscrição: https://forms.gle/r36wHU2Baw3G52fZ7

Com a popularização da crítica de cinema em formato de vídeo no Youtube, a análise de filmes ganhou maior visibilidade e interesse das pessoas. O objetivo desta oficina é abordar os elementos constitutivos de uma crítica audiovisual, de curta-metragem, longa ou série. Apresentaremos técnicas de análise do conteúdo do filme e de seus aspectos de linguagem. Utilizaremos filmes nacionais como estudo de caso.

CLUBE DE LEITURA – PANORAMA DO CONTO ITALIANO
Coordenação: Valentina Cantori
Datas e horários: 5/4 a 24/5 – terças-feiras – 18h30 às 20h30
60 Vagas
Inscrições: 14/3 até o preenchimento das vagas
Seleção: primeiros inscritos
Público-alvo: Aberto a todos os públicos.
Plataforma: Zoom
Link de inscrição: https://forms.gle/FxdEizxmrjnEhAZz8

Neste Clube de leitura será´ apresentada a tipologia narrativa do conto e sua relação com a literatura italiana, partindo das origens para chegar ate´ o século XX. Concisão, agilidade de linguagem e brilho inventivo caracterizaram ao longo dos séculos os grandes contos da literatura: partindo das origens, será apresentada como nasce essa forma textual e quais são as tipologias que a precedem; será discutida a relação entre escrita e oralidade, na fricção que se gera entre tradição e inovação.

Serão abordados autores e autoras que deixaram importantes contribuições para o conto italiano, mantendo sua especificidade e, ao mesmo tempo, promovendo a linguagem universal da literatura (Boccaccio, Basile, Verga, Deledda, Pirandello, Svevo e Moravia, entre outros).

PALESTRA: TUDO SOBRE FUNK: HISTÓRIAS E TRAJETÓRIAS FEMININAS
Coordenação: Renata Prado
Data e hora: 5/4, 18h30 às 20h30
60 Vagas
Inscrições: 14/3 até o preenchimento das vagas
Seleção: primeiros inscritos
Público-alvo: Aberto a todos os públicos.
Plataforma: Zoom
Link de inscrição: https://forms.gle/JYntcmzfNC5DWjtp6

Em meados dos anos 70, o Soul Funk invadiu terras Brasileiras e conquistou a população negra que habitava os morros do Rio de Janeiro.

A musicalidade do Funk Americano foi tão marcante para essa população, que foi criado o Funk Carioca. Esta palestra visa destacar a historicidade do movimento funk, além de ressaltar a importância das mulheres e das crianças dentro desta cultura que hoje é reconhecida como fenômeno cultural em grande parte das periferias no Brasil.

PALESTRA: O QUE É FUNK? VALOR SOCIAL, CULTURAL E MUSICAL
Thiago Souza
Data e hora: 7/4, às 14h
60 vagas
Inscrições: 14/3 até o preenchimento das vagas
Seleção: primeiros inscritos
Público-alvo: Interessados no tema, a partir de 16 anos.
Plataforma: Zoom
Link de inscrição: https://forms.gle/R354Fw1hySaLodmV8

Por que precisamos tanto falar do valor do Funk? Será que precisamos falar do valor da Música Clássica? Ou a Música Clássica já tem um valor dado como absoluto e inquestionável enquanto o Funk é visto como uma forma de Arte inferior? Vamos olhar para o Funk com outros olhos?

OFICINA: ACESSIBILIDADE CRIATIVA NAS ARTES
Coordenação: Pedro Orlando, Karen Montija, Estela Lapponi
Datas e horários: 7/4 das 18h30 às 21h30
20 Vagas
Inscrições: 14/3 até o preenchimento das vagas
Seleção: primeiros inscritos
Público-Alvo: Artistas e profissionais da cultura.
Plataforma: Zoom
Link de inscrição: https://forms.gle/p7xPwK4v4DqBnRKWA

Esta atividade busca expor um repertório e reflexão sobre diferentes maneiras de se elaborar a acessibilidade dentro de um projeto cultural de maneira criativa e tem o intuito de mostrar um panorama de possibilidades de acessibilidade integrada ao trabalho da curadoria, do educativo, da áudio descrição e do próprio processo dos artistas.

Por meio de uma mostra de experiências e repertórios dos coordenadores, os participantes terão referencias a possibilidades de elaboração da acessibilidade de maneira expandida, refletindo sobre o impacto de sua utilização num local de criação e não apenas de inclusão, pensando majoritariamente no publico com deficiência, para além da acessibilidade física-espacial, mas também na acessibilidade estética, que abarque a todos dentro de suas necessidades e conhecimentos.

*Esta atividade terá tradução em LIBRAS.
PALESTRA: FILME DE HERÓI AINDA É ARTE? – UM DEBATE SOBRE CINEMA E INDÚSTRIA Coordenação: Thiago Neres
Datas e horários: 8/4 – sexta-feira – 14h às 16h
60 Vagas
Inscrições: 14/3 até o preenchimento das vagas
Seleção: Primeiros inscritos
Público-Alvo: interessados em geral
Plataforma: Zoom
Link de inscrição: https://forms.gle/RYoD9HwEkzdLaKsA9

O que significou para o mercado internacional de cinema a ascensão dos filmes de super herói dos anos 2000 em diante? O Boom das Franquias com 5, 6 filmes é um reflexo? Como esses filmes afetam produtores brasileiros de cinema? É possível contar histórias muito parecidas usando a tal “Fórmula Marvel” e ainda manter o valor artístico do filme? A forma como esses filmes passaram a preencher os calendários dos estúdios e a maioria das salas de cinema mundo afora levantou uma série de debates dentro da comunidade cinematográfica sobre o valor artístico desses blockbusters, o tipo de público que eles formam e mesmo a qualidade dos filmes que vêm sendo feitos. Nesta oficina vamos debater todas essas questões e tentar ampliar o debate analisando os argumentos dos cineastas, o contexto e o crescimento da formação da indústria cinematográfica hollywoodiana para se tornar o que é hoje.

OFICINA DE COLAGEM POÉTICA
Coordenação: Sofia Lemos
Datas e horários: 19, 20, 26 e 27/4 – 10h às 12h
30 Vagas
Inscrições: 14/3 até o preenchimento das vagas
Seleção: primeiros inscritos
Público-Alvo: Interessados maiores de 16 anos
Materiais necessários: papel (branco e colorido), tesoura, cola, revistas, livros e jornais.
Plataforma: Zoom
Link de inscrição: https://forms.gle/H9zJPp7Ere3fbhZr6

Esta oficina pretende mesclar a colagem e a literatura por meio de quatro grandes poetas brasileiras: Hilda Hilst, Clarice Lispector, Conceição Evaristo e Angélica Freitas.

Cada encontro terá uma poeta como cerne do debate cujo participante ira´ recortar o universo literário, de maneira a resinificar a poética escrita e transporta-la para a arte visual por meio da técnica da colagem.

Assim, possibilita-se ao participante – com o uso de instrumentos cotidianos como papel, tesoura e cola – aflorar sua criatividade e experimentar novas interpretações do mundo, com o apoio da técnica do recorte.

PALESTRA: CULTURA E PÚBLICOS
Coordenação: André Fonseca
Datas e horários:
Turma A: 11/4 – 18h30 as 21h30
Turma B: 13/4 – 14h as 17h
30 vagas por turma
Inscrições: 14/3 até o preenchimento das vagas
Seleção: primeiros inscritos
Público-Alvo: Pessoas que atuam na área cultural como artistas, pesquisadoras, produtoras, gestoras, curadoras ou como integrantes de equipes de espaços culturais e grupos artísticos.
Plataforma: Zoom
Link de inscrição Turma A: https://forms.gle/LXRdmqyqQUcaaZVZA
Link de inscrição Turma B: https://forms.gle/bcqZjtbKLxbBDKrg7

Esta palestra abordará alguns pontos essenciais para atividades culturais conseguirem estabelecer uma conexão e proximidade maior com seus públicos.

Propondo uma reflexão sobre as relações entre cultura e públicos e trazendo elementos para que os participantes possam pensar em estratégias de aproximação com seus públicos.

O QUE É FOTOGRAFIA DE RUA? DICAS ESSENCIAIS PARA FOTOGRAFAR NAS RUAS
Coordenação: Maneco Magnésio
Data e horário:
Turma A: 12/4, terça-feira – 18h30 às 21h30
Turma B: 18/4, segunda-feira – 14h às 17h
60 vagas por turma
Inscrições: 14/3 até o preenchimento das vagas
Seleção: primeiros inscritos
Público-Alvo: Fotógrafos profissionais ou amadores. Público interessado pelo tema.
Plataforma: Zoom
Link de inscrição Turma A: https://forms.gle/YGAPsfZfsXV2wdib7
Link de inscrição Turma B: https://forms.gle/KZF3MaFd1c4Pob759

A proposta da palestra é abordar os princípios básicos da Fotografia de Rua na forma de um breve manual.

Com dicas essenciais para fotografar nas ruas, equipamentos mais indicados, sua origem dentre as demais vertentes da fotografia, suas referências principais durante os séculos XX e XXI e ainda um panorama geral sobre a legislação que rege, no Brasil, as possíveis abordagens para fotografar pessoas, lugares públicos e privados, posicionamento ético do fotógrafo, além da relação de direito do autor e de uso de imagem, nas suas publicações em redes sociais, livros, entre outras.

OFICINA: EU ME CONTO MAS NÃO ME BASTO
Coordenação: Valéria Rocha
Datas e horários: 18, 20, 25 e 27/4 – 18h30 às 20h30
15 vagas
Inscrições: 14/3 a 28/3
Seleção: Análise da ficha de inscrição
Público-Alvo: interessadas(os) em geral, maiores de 16 anos, que desejem aprender formas de narrar e construir uma história, em especial histórias autobiográficas.
Plataforma: Zoom
Link do formulário de inscrição: https://forms.gle/29mc1SpUvZ692SqC9

As(os) participantes serão convidadas(os) a experimentarem a arte de narrar histórias, em especial histórias autobiográficas.

Para isso, traremos uma série de provocações que possam ajudar cada pessoa da turma a encontrar sua forma de contar histórias: como usar o olhar, a voz e o corpo para fortalecer a história que queremos contar? Como ser generosa(o) com quem nos escuta e com minha história? Qual a importância de se narrar histórias autobiográficas? Por que compartilhar minhas narrativas com outras pessoas? Como fazer do ato de contar histórias autobiográficas um ato de partilha e escuta, um ato que vá na contramão do espaço do puro ego e exibicionismo, espaço tão comum nos nossos dias e fortemente enaltecido pelas redes sociais? Nesse sentido, a oficina também visa pesquisar o ato de ouvir: como eu me coloco para escutar a história da outra pessoa, verdadeiramente escutar, afastando de mim os julgamentos precoces, afastando a escuta ansiosa (que enquanto escuta já pensa na resposta).

OFICINA: TAMBORES – A CONEXÃO DO SAGRADO E DO PROFANO
Coordenação: Beto Oliveira
Datas: 18, 20, 25 e 27/4, das 18h30 às 20h30
Inscrições: 14/3 até o preenchimento das vagas
40 vagas
Seleção: primeiros inscritos
Público-alvo: interessados em conhecer ou aprimorar-se sobre a história musical percussiva brasileira, através dos tambores de couro.
Plataforma: Zoom
Link de inscrição: https://forms.gle/iyRyDktZy3tFmujk6

A atividade apresenta, de maneira prática, um amplo conhecimento sobre os tambores que povoam nossa cultura, com toda a sua história, cantos e levadas básicas dos tambores de couro.

Serão abordados temas como a origem, as referências musicais, os instrumentos presentes em cada grade rítmica e a execução básica prática de cada instrumento individual dentro dessas manifestações culturais brasileiras.

PALESTRA: O ACERVO DE MÁRIO DE ANDRADE, A CRIAÇÃO DO ESCRITOR-PESQUISADOR
Coordenação: Aline Novais
Data: 19/4, 14h às 16h
Inscrições: 14/3 até o preenchimento das vagas
30 Vagas
Seleção: Primeiros inscritos
Público-alvo: Interessados em arte e cultura brasileira
Plataforma: Zoom
Link de inscrição: https://forms.gle/Xn33EE3ZmnJNoyfg8

A palestra on-line visa apresentar o acervo de Mário de Andrade que está sob guarda do Instituto de Estudos Brasileiros da Universidade de São Paulo (IEB-USP) desde 1968.

A partir da exposição de imagens do rico e heterogêneo conjunto, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), intenciona-se discutir o rigor investigativo e a pulsante criação literária de um dos mais importantes escritores brasileiros do século XX.

PALESTRA: TEATRO E LITERATURA – PROCESSOS DE CRIAÇÃO
Coordenação: Daniela Schitini
Datas e horários: 26/04 – 18h30 às 20h30
40 Vagas
Inscrições: 14/3 até o preenchimento das vagas
Seleção: primeiros inscritos
Público-Alvo: Jovens e adultos a partir de 16 anos, que tenham interesse em teatro e literatura, estudantes, professores, artistas, amadores e profissionais e público em geral interessado em teatro e literatura.
Plataforma: Zoom
Link de inscrição: https://forms.gle/VazuFhyC5DDgFtDK7

Nessa palestra a atriz e dramaturga Daniela Schitini vai compartilhar com o público as experiências vivenciadas em espetáculos criados a partir de materiais literários.

Abordará processos de criação e procedimentos que tragam pistas sobre a questão: como transformar a literatura em matéria prima para a cena teatral; revelará também os diversos processos de criação de espetáculos inspirados na literatura, onde atuou como atriz.

Ao final da palestra serão propostos alguns exercícios e haverá conversa com o publico.

ENCONTROS LÍRICOS COM LA TRAVIATA, DE GIUSEPPE VERDI
Coordenação: Sergio Casoy
Datas e horários: 27 e 28/4, quarta e quinta-feira, 18h30 às 20h30
50 Vagas
Inscrições: 14/3 até o preenchimento das vagas
Seleção: primeiros inscritos
Público-Alvo: interessados
Plataforma: Zoom
Link de inscrição: https://forms.gle/CTKxUwXVvz1hZpLKA

O formato denominado “Encontro Lírico” consiste em, tomando uma determinada ópera como tema, discorrer sobre suas origens e detalhes que envolvem sua criação – apoiada por exibição de imagens via Power Point – e a em seguida exibir e comentar, em vídeo, seus trechos mais significativos, retirados de várias produções daquela ópera para que os alunos possam, além de se familiarizar com o canto, comparar e constatar às várias possibilidades de produção teatral que um mesmo tema pode oferecer.

Com Sergio Casoy, professor e pesquisador de música lírica, apresentador do programa “Bravo”, da Rádio Cultura FM (SP) e autor de “A invenção da ópera” e “Ópera de outros cantares”.

OFICINA DE CRIAÇÃO PARA CORPOS DISSIDENTES
Coordenação: Renata Carvalho
Datas e horários: 19/4 – 18h30 às 21h30
20 Vagas
Inscrições: 14/3 até o preenchimento das vagas
Seleção: Primeiros inscritos
Público-Alvo: Corpos dissidentes (LGBTQIA+, pretos, gordos, originários, pessoas com deficiência…)
Plataforma: Zoom
Link de inscrição: https://forms.gle/vHUaQ76VgeRdo5YcA

Esta oficina é voltada para corpos dissidentes que estejam desenvolvendo uma pesquisa artística a partir do seu corpo e/ou queiram debatê-lo. Partindo da subjetividade e vivência de cada corpo para dialogar/trocar/ experimentar com outros corpos que escapam da norma.

Esta atividade buscará potencializar as criações artísticas auxiliando no processo de pesquisa, de escrita, técnicas de interpretação, o corpo cênico e poético e o mito do corpo neutro do artista.

A oficina também propõe um partilhamento interseccional sobre temas como representatividade, construções sociais, o imagético social do senso comum, estereótipos, arquétipos, narrativas viciadas e recreativas nas artes.

Para outras informações, entre em contato com a Prefeitura, por meio da Secretaria de Valorização da Cultura: (12) 3664-4427.