11 anos atrás

Amantikir

O Amantikir é um local que exibe belíssimos jardins com cenários que encantam o público.

Comuns nos Estados Unidos e Europa, os jardins para contemplação reúnem a arte da jardinagem com uma programação cultural.

Amantikir é o termo indígena que originou a palavra Mantiqueira e significa Serra que Chora. Dessa forma, o parque faz uma homenagem ao valores da região serrana e sua exuberante natureza.

Aberto desde de 2007, o Amantikir possui 700 espécies de plantas ao longo de 60.000 m².

Os jardins são divididos com base nas três regiões da Serra:

– Mantiqueira Paulista, com jardins representativos de vários países, em harmonia com a região mais cosmopolita e “europeia”.
– Mantiqueira Fluminense, mais nórdica e preservacionista, será representada no parque apenas por florestas e bosques.
– Mantiqueira Mineira, genuína e tradicional, será representada por jardins brasileiros característicos da faixa habitada originalmente pela Nação Tupi.

O maravilhoso projeto está localizado em uma região privilegiada pela natureza, e além da diversidade de cores e formas de vida, o empreendimento oferece uma belíssima visão da serra.

O contato com esta infinidade de plantas transmite uma sensação de tranqüilidade e sossego. Em meio às lindas paisagens, algumas agradáveis surpresas empolgam a visita ao parque.

Um dos destaques é o labirinto feito de arbustos, onde ao entrar, o visitante tem por alguns minutos, a sensação do desafio a ser superado, ao encontrar a saída.

Outra simbologia presente no Amantikir é o Labirinto de Grama, que representa o caminho tortuoso que devemos traçar para crescer interiormente, o local é geralmente usado para meditação e reflexão.

Existe ainda uma pequena fonte d’água cheia de peixes, seu formato faz uma representação dos conceitos de razão e emoção, duas grandes variáveis da humanidade.

Eventos culturais como Tai Chi Chuan, exposição e aulas de artes plásticas formam o apelo cultural do parque, somando à diversidade da natureza, algumas atividades culturais, num ambiente de reflexão e paz interior.

Entre Araucárias e Manacás da Serra, inúmeras plantas inglesas, americanas e de todo o mundo vivem em harmonia com diversos tipos de pássaros e borboletas. A natureza se completa no local onde os “jardins falam”, estabelecendo a comunicação do homem com seu meio natural.

Eventos esporádicos, como apresentações musicais e de danças acontecem eventualmente nos jardins do Amantikir. Confira!

Lenda de Amantikir

A lenda conta a história da linda Princesa de uma tribo do povo Tupi, que se apaixonou pelo Sol. Encantado pela beleza da moça, o guerreiro de cocar de fogo permanecia com suas luzes sobre ela. E como não se deitava não havia noite e a Lua mal aparecia, provocando um interminável dia. Os pastos se incendiavam, não havia sono e nem sonhos.

A Lua sentindo que perdera seu amor, o Sol, para uma mulher, foi contar a Tupã, que com indignação mandou que se levantasse a mais alta montanha. Ali ficaria confinada a princesa, fora do alcance do Sol. Este sangrou tardes vermelhas e tentou afogar-se no mar.

A princesa chorou rios, minas, nascentes e mananciais de lágrimas. Seu povo então chamou a linda princesa de Amantikir ou Mantiqueira, que significa Serra que Chora.

Entrada

Ingressos: 60,00 / Inteira – 30,00 / Meia

Passageiros de Taxi e Van local, policiais, professores da rede pública, doadores de sangue, idosos e estudantes pagam meia.

Jordanenses pagam R$20,00

Horário de Funcionamento
Diariamente das 9 às 16 horas.

Mais informações
(12) 99634 6784

Endereço

R. Simplício Ribeiro de Toledo Neto, 2200 – Gavião Gonzaga

Como chegar
Saindo da vila Capivari no sentido Vila Abernéssia. Passe pelo centro comercial, entre à esquerda cruzando a Estrada de Ferro sentido Hotel Toriba. Após passar pelo hotel, permaneça à direita na estrada de asfalto. Após 300 metros cruze novamente a estrada de ferro. Siga em frente e cruze a estrada de ferro pela terceira vez, a entrada do Amantikir fica à 500 metros do lado direito.

Cristiano Tomaz

Últimas Notícias

Comentários